UFMS

Vista aérea da antiga Universidade Estadual, hoje UFMS.

Vista aérea da antiga Universidade Estadual, hoje UFMS.

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul teve sua origem em 1962, com a criação da Faculdade de Farmácia e Odontologia, em Campo Grande, tornando-se o embrião do ensino superior público no sul do então Estado de Mato Grosso. Em 26/07/1966, pela Lei Estadual nº 2.620, esses cursos foram absorvidos com a criação do Instituto de Ciências Biológicas de Campo Grande – ICBCG, que reformulou a estrutura anterior, instituiu departamentos e criou o curso de Medicina.

Em Corumbá, o Governo de Estado criou, em 1967, o Instituto Superior de Pedagogia e, em Três Lagoas, o Instituto de Ciências Humanas e Letras, ampliando assim a rede de ensino superior. A Lei Estadual nº 2.947, de 16/09/1969, criou a Universidade Estadual de Mato Grosso – UEMT com a integração dos Institutos de Campo Grande, Corumbá e Três Lagoas.

Em 1970, foram criados os Centros Pedagógicos de Aquidauana e Dourados, incorporados à UEMT. Com a divisão do Estado de Mato Grosso, foi concretizada a federalização da instituição, que passou a denominar-se Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – FUFMS pela Lei nº 6.674, de 05/07/1979.

Em 2001, houve a implantação dos Campi de Coxim e Paranaíba. Outros dois Campi foram criados mas ainda não implantados: Naviraí e Ponta Porã. A UFMS, atuando como preconiza a LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação –Nacional, implantou em 1999, dois cursos de Pedagogia dentro do Programa Interinstitucional de Formação de Professores em Serviço, sendo um no Centro de Ciências Humanas e Sociais – CCHS e outro no Campus de Aquidauana – CPAQ, atendendo assim os professores do ensino de sete redes municipais.

Outra iniciativa da UFMS trata-se do Programa de Educação a Distância, credenciado pelo Ministério da Educação, teve início no ano 2000, com o Curso de Pedagogia – Licenciatura, habilitação Formação de Professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental, em parceria com as Prefeituras Municipais. Tomando-se como centro de um círculo hipotético o campus de Campo Grande da UFMS abrange uma extensa área geográfico-educacional que resulta num raio de mais de 500 km; atinge cerca de cem municípios, incluindo estados e países limítrofes, tais como Paraguai e Bolívia, de onde se origina parte de seus alunos-convênio. Além da sede em Campo Grande, com três Centros (CCBS, CCET e CCHS), a UFMS mantém Campi em quatro cidades – Aquidauana, Corumbá, Dourados e Três Lagoas – descentralizando o ensino para atender aos principais pólos de desenvolvimento do Estado.

Visando ultrapassar os objetivos essenciais de aprimoramento do ensino e estímulo às atividades de pesquisa e de extensão, a UFMS vem participando do ensino e da preservação dos recursos naturais do ambiente, especialmente da fauna e flora do Pantanal, região onde está inserida, e que motiva estudos e pesquisas ecológicas na Instituição.